Unifesp ganhará seu primeiro laboratório de rádio e TV

Fundação é a instância responsável pela aquisição de equipamentos para a montagem do laboratório, que está previsto entrar em funcionamento no primeiro semestre deste ano

São Paulo, 28 de janeiro de 2014 – A Fundação de Apoio à Universidade de São Paulo, FapUnifesp, está esperando o sinal verde da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo para utilização da verba solicitada em 2012, referente à reserva técnica institucional da Fap, para aquisição de equipamentos destinados para a criação do Laboratório de Apoio a Inovações Educacionais e Mídias Interativas. “Encaminhamos no final do ano passado, em dezembro, documento à Fapesp redefinindo os equipamentos que devem ser comprados para a sua instalação”, relata o Diretor de Ensino da FapUnifesp, prof. Marcelo Domingues Roman. Na prática, essa iniciativa colocará à disposição dos docentes da instituição toda estrutura de rádio e tevê adequada à difusão de conteúdo educacional por meios eletrônicos e on-line, possibilitando ampliar o ensino a distância (EaD), oferecido pela Universidade.

“A criação do Laboratório de Mídias Interativas, a ser instalado no prédio da Reitoria, auxiliará na diversificação do trabalho dos docentes. É interessante para modernizar a maneira como o conhecimento pode ser repassado para graduandos e pós-graduandos, nesse caso, utilizando mídias interativas e ferramentas de EaD. Consequentemente, atingindo maior número de estudantes”, enfatiza Marcelo. Sua concepção foi feita em conjunto com integrantes da Reitoria e da Pró-Reitoria de Extensão. A Fap foi a instância designada para controlar o repasse da verba Fapesp para a compra dos equipamentos, como mesa de áudio, câmeras de vídeo, microfones, entre outros; bem como é responsável, também, pelo controle do dinheiro destinado à reforma e adaptação de suas instalações físicas para abrigar um estúdio de gravação de vídeo e áudio.

O Laboratório de Apoio a Inovações Educacionais e Mídias Interativas deve ser disponibilizado no prédio da Reitoria no primeiro semestre deste ano, mas já há intenção da Unifesp para que todos os campi universitários tenham um espaço de rádio e tevê nos moldes desse que será montado na capital. “Essa ideia ainda é um projeto preliminar. Haverá estudos mais detalhados para a viabilização desses espaços em cada um dos campi. Com isso, a Unifesp passaria a ter uma rede abrangente de difusão de conteúdo em EaD”, destaca Marcelo.