FapUnifesp tem nova Diretoria

 

Ciclo de gestão, que se inicia, tem desafio de seguir qualificando os processos de trabalho e ampliar a atuação da Fundação, fortalecendo sua estrutura e participação nos projetos da comunidade acadêmica

 

São Paulo, 14 de julho de 2017 – A Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo, FapUnifesp, começa o segundo semestre do ano com nova composição em sua Diretoria. Ao quadro de diretores, juntam-se os professores Jair Chagas (Direção de Pesquisa) e Maria José Fernandes (Direção de Ensino). “Ambos vêm para agregar valor ao trabalho da Fundação”, avalia a Profa. Jane Zveiter de Moraes, Diretora Presidente da FapUnifesp. “Eles têm vasto conhecimento sobre as demandas universitárias e indiscutível ligação com a construção da Unifesp. São duas pessoas experientes. Contribuíram como docentes e pesquisadores e ocuparam cargos de relevância administrativa na Instituição.”

Os novos integrantes da Diretoria tiveram seus nomes submetidos a apreciação e consequente aprovação do Conselho Curador da Fundação, no final de junho. Os trâmites administrativos são conduzidos até a publicação de suas nomeações em portaria no Diário Oficial da União.

Ainda compõem a Diretoria, Profa. Vanessa C. Abílio (Diretora Vice-Presidente), Profa. Cynthia Sarti (Diretora de Publicação),  Profa. Bartira Roza (Diretora Financeira) e Profa. Ana Rojas (Diretora Administrativa), além da Profa. Jane Zveiter de Moraes (Diretora Presidente).

 RESOLUÇÕES

A Fundação inicia este novo ciclo de gestão com mais capacidade e estrutura para aprofundar as mudanças iniciadas nos últimos anos. “Dedicamos nosso tempo para nossa organização administrativa e financeira. Entre outras ações realizadas, estabelecemos um modelo horizontal de gestão, adequamos fluxo de trabalho, implementamos sistemas de controle. Estamos mais bem preparados para expandirmos as ações da Fundação”, comenta Profa. Jane.

Dentro dessa expansão, há como contexto as resoluções n°126 e n°131, ambas aprovadas, em 2016, pelo Conselho Universitário. Elas são relevantes por aprimorar o funcionamento da Universidade; e orientar a Comunidade Acadêmica na implementação e organização de processos de pesquisa e extensão, bem como na interação e fomento entre a academia e demandas da sociedade.

Resumidamente, a resolução n°126 dispõe sobre o relacionamento da Universidade e sua Fundação, como a indicação de membros do Conselho Curador e celebração de contratos e convênios universitários com instituições públicas e/ou privadas; e a resolução n°131 versa sobre cursos lato sensu.

 BREVE HISTÓRICO

Graduado em Farmácia e Bioquímica pela Universidade de São Paulo, Prof. Jair Chagas é Mestre e Doutor em Biologia Molecular, pela Unifesp; e Pós-Doutorado no Departamento de Enzimologia, da Université François Rabelais, em Tours (França). Trabalhou na área de novos medicamentos da Hoechst do Brasil Química e Farmacêutica. Foi Pró-Reitor de Pesquisa e Pós-graduação, da Universidade de Mogi das Cruzes (UMC). Por treze anos, esteve como Professor Adjunto do Departamento de Biofísica (retornando, em 2017, como Afiliado); e Professor Associado do Departamento de Biociências, período em que orientou teses e dissertações nos programas de Pós-Graduação em Psicobiologia e Biologia Molecular. Também ocupou a direção do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT/Unifesp). Ele acredita, fortemente, nos bons frutos da interação Universidade-Empresas. Sendo assim, participou da fundação de quatro start-ups (duas no Brasil, uma na França e outra na Suíça).

Profa. Maria José Fernandes é formada em Biologia e possui mestrado em Biologia Molecular e doutorado em Neurociência, pela Unifesp. É Professora Associada de Neurologia Experimental, do Departamento de Neurologia e Neurocirurgia. É consultora ad hoc de órgãos públicos no Brasil (CNPq, Capes, Fapesp e Ministério da Saúde/ Programa Pesquisa para o SUS) e na França (Institut National de la Santé et de la Recherche Médicale – Inserm). Foi chefe de Gabinete da Reitoria na gestão 2013-2017.