Prova de residência da Unifesp tem recorde de participantes

Houve 3.622 inscritos para as avaliações. Equipe de trabalho contou com mais de 400 profissionais envolvidos direta e indiretamente para execução dos exames, que é referência na área acadêmica médica

São Paulo, 22 de janeiro de 2015 – “Neste ano fizemos uma das melhores provas de residência médica já realizadas pela Unifesp”, é o que garante o Professor Gilmar Fernandes do Prado, Coordenador da Comissão de Residência Médica da Universidade, Coreme, instância responsável pela condução desses trabalhos. “Todo o esforço da equipe envolvida na execução das avaliações reforça o processo inovador, acolhedor, para com os participantes. Sobretudo, enfatiza o compromisso educacional e humano da Universidade”, acrescenta.

Este ano a prova de residência obteve recorde em participação. Foram mais de 900 inscritos, quantidade essa que fez com que, pela primeira vez, os exames fossem realizados em instalações do Colégio Marista Arquidiocesano, na Vila Mariana, próximo ao campus São Paulo da Unifesp. “Identificamos no Arquidiocesano um espaço adequado para instalação de nossas estruturas”, informa Professor Gilmar.

Por estrutura entenda-se, entre outros, dois geradores elétricos, mesas, macas, cadeiras, mais de 150 computadores, equipamentos de refrigeração para a recriação de 50 consultórios e 100 baias individuais para a análise de imagens e vídeo. Além de diversos outros materiais específicos para recriar o cotidiano de atendimento médico-hospitalar necessário às avaliações. “Somos referência em exames de residência. Desenvolvemos uma maneira sofisticada de avaliação”, diz Professor Gilmar.

Para que tudo saísse a contento, nos dois dias das avaliações (16 e 17 de janeiro) foram envolvidos mais de 400 profissionais entre funcionários da Universidade e prestadores de serviço contratados especificamente para a ação. São mais de 50 docentes, 30 atores, que recriam situações de atendimento, funcionários administrativos etc. “Por isso, a participação da FapUnifesp é fundamental. A Fap garante a execução do planejamento. Viabiliza parte administrativa importante da prova”.

Vale lembrar, na Unifesp são 96 os programas de residência credenciados; e mais de 1200 Médicos Residentes recebem treinamento no Hospital Universitário-Hospital São Paulo e demais serviços da SPDM. Além disso, mais de 600 Médicos Residentes externos a Unifesp fazem estágios opcionais de cerca de 30 dias na Escola Paulista de Medicina/Universidade Federal de São Paulo a cada ano.