Primeira fase da prova de Residência Médica da EPM/Unifesp tem recorde de participantes

Candidatos de várias partes do Brasil estiveram presente. Resultado parcial do exame está previsto para ser divulgado em 9 de dezembro. FapUnifesp tem ativa participação na organização

São Paulo, 29 de novembro de 2016 – Em busca de uma vaga num dos melhores programas de residência médica do Brasil, 3.843 candidatos realizaram, em 27 de novembro, a primeira fase da Prova de Residência Médica, da Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo, EPM/Unifesp. “Essa participação recorde reflete a excelência de nosso ensino”, diz o Coordenador da Comissão de Residência Médica da EPM/Unifesp, Adagmar Andriolo.

Os anos de experiência na realização dessa prova aprimoraram os processos do exame e trouxeram diversos resultados positivos, sobretudo, na escolha dos residentes dos programas. “Nossa prova de seleção tem sido muito eficiente, principalmente em sua segunda fase, quando o candidato demonstra seu conhecimento, na prática. É um diferencial de nosso exame”, comenta Aécio Gois, Coordenador do Curso de Medicina da EPM/Unifesp.

A primeira fase, realizada em instalações alugadas no bairro da Liberdade, teve a Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo, FapUnifesp, como sua organizadora. “É nosso dever assegurar a lisura e transparência da prova”, assegura a Diretora-Presidente da FapUnifesp, Jane Zveiter de Moraes.

“Todos os departamentos da Fundação estiveram envolvidos para entregar um trabalho de qualidade”, reforçou o Supervisor de Compras e Eventos da Fundação, André Lima. “Nosso foco é o candidato. Queremos garantir segurança em toda as etapas do exame, desde a inscrição até a publicação dos resultados”, acrescenta.

REPERCUSSÃO

Concorrendo a uma vaga em Mastologia, o candidato Lucas Rosbank Budel viajou do Paraná para prestar o processo seletivo. Para Lucas, o exame é o método mais justo de seleção. “Avalia, seriamente, o conhecimento dos participantes. Só entra quem estudou muito”. Lucas concorre, com outros 19 candidatos, a uma das 4 vagas no programa.

Outra participante do exame é Stéphanie Oliveira, que cursa o último ano de medicina. Vinda de Brasília, ela disputa uma das 21 vagas oferecidas em Pediatria. Ao todo, são 228 candidatos interessados. “A Prova da EPM/Unifesp é um atestado de excelência”, diz. Assim como Lucas, ela não tem dúvida. “Só é aceito quem está, de fato, bem preparado”.

Em 9 de dezembro será divulgado o resultado parcial, que consiste em informar se o candidato foi aprovado para se submeter à segunda fase do exame de seleção. Essa informação vai ser divulgada, exclusivamente, na área do candidato, do site coreme.fapunifesp.edu.br. O resultado final, com a classificação dos participantes, está previsto para 20 de dezembro. O gabarito da prova já está disponível no: http://www.consesp.com.br/site/index.php?pg=concursos/consulta.