Unifesp e Alpargatas firmam convênio para pesquisa com fibras naturais

Projeto envolve bolsistas do campus Diadema, alunos do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Engenharia e Ciência de Materiais; e graduandos em Engenharia Química. FapUnifesp é a instância que administra os recursos provenientes da Alpargatas

São Paulo, 10 de novembro de 2016 – A Universidade Federal de São Paulo, Unifesp, firmou parceria, neste ano, com a empresa de calçados e artigos esportivos Alpargatas S.A. Trata-se de um convênio para execução de projeto de pesquisa da universidade para incorporação de fibras naturais em calçados produzidos a partir de formulações de elastômeros – um tipo de borracha. A validade do convênio é de dois anos – período que pode ser prorrogado por aditivo a ser celebrado pelas partes envolvidas.

De acordo com a coordenadora do projeto, professora Cristiane Reis Martins, o potencial de uso de fibras vegetais, como agentes de reforços em compósitos poliméricos – no caso, os elastômeros, foi a motivação para o estudo.

“Os compósitos são plásticos de alta performance amplamente utilizados no mercado calçadista. É comum, durante a produção, a aplicação de fibras inorgânicas (exemplo da fibra de vidro) como agentes de reforço dos calçados. A substituição possui vantagens, posto que as fibras vegetais, originadas de fontes renováveis, são biodegradáveis, possuem baixo custo e provocam menor impacto ambiental”. A pesquisadora pontua ainda que esse tipo de fibra possui menor densidade e provoca menor desgaste nos equipamentos convencionais de processamento de polímeros.

Ainda fazem parte do projeto, ao lado da professora Cristiane, os bolsistas, Alexandre Oka Thomaz Cordeiro e Nina Cordeiro Skurczenski, alunos respectivamente do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Engenharia e Ciência de Materiais e do curso de graduação em Engenharia Química, do Campus Diadema.

ECO DESIGN

A parceria trará benefícios não somente ao consumidor final e ao meio ambiente, mas também à pesquisa nacional. “O projeto possibilitará que os equipamentos adquiridos sejam incorporados ao patrimônio e façam parte do Núcleo Multiusuário de Materiais e Manufatura Mecânica (N4M), do Campus Diadema, abrindo portas a futuras patentes e colaborações com outros docentes e pesquisadores da Unifesp”, comemora professora Cristiane.

O diretor do Núcleo de Inovação Tecnológica (NIT/Unifesp), Jair Chagas, instância que atuou para a consolidação do convênio, comemora. “O calçado será concebido com base no eco design, incorporando características culturais brasileiras”. Os materiais utilizados, como as fibras vegetais e a madeira, também estão atrelados à ideia de sustentabilidade ambiental, o que pode vir a ser um diferencial de design e ampliar a competitividade do produto nacional.

O projeto conta com a parceria da Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo, FapUnifesp, interveniente administradora, ou seja, a entidade que administrará os fundos providos pela Alpargatas, em razão da pesquisa científica e tecnológica, contratada por meio deste convênio.