FapUnifesp e ICT-Unifesp promovem workshop

Evento aconteceu no mesmo dia em que Departamento de Ciência e Tecnologia, do Campus São José dos Campos, foi habilitado pelo Comitê da Área de Tecnologia da Informação (CATI), do MCTIC. Encontro foi oportunidade para compartilhar experiências e projetos

São Paulo, 23 de setembro de 2015 – A Fundação de Apoio à Universidade Federal de São Paulo, FapUnifesp, em conjunto com o Instituto de Ciência e Tecnologia, ICT-Unifesp, promoveram na terça-feira, 20/9, o workshop “Projetos de Pesquisa e Desenvolvimento Unifesp – Toshiba via Lei de Informática”. A ideia do evento foi apresentar para a Toshiba Medical do Brasil algumas das linhas de pesquisas desenvolvidas pelo campus São José dos Campos que, eventualmente, podem ser de interesse da empresa para se firmar parceria.

“O workshop demonstrou o alto potencial dos professores do Instituto em contribuir com a iniciativa privada para a transformação de conhecimento em produtos que podem melhorar a vida das pessoas”, ponderou professor Luiz Leduíno de Salles Neto, Diretor do ICT-Unifesp. “A Fundação de Apoio tem papel essencial nesse processo. Esperamos que o encontro realizado seja o primeiro de outros. Que seja crescente a demanda pelo modelo de trabalho que une, em cooperação, universidade e setor produtivo do país”, destacou durante a abertura das apresentações, professor Nelson Sass, Diretor de Pesquisa da FapUnifesp.

CREDENCIAMENTO

Enquanto acontecia o encontro, o Diário Oficial da União publicara (em sua edição de 20/9), o credenciamento do Departamento de Ciência e Tecnologia, do Campus São José dos Campos, junto ao Comitê da Área de Tecnologia da Informação (CATI), do Ministério da Ciência, Tecnologia, Informações e Comunicações (MCTIC).

O credenciamento habilita a Unifesp a receber recursos de empresas para executar projetos de P&D em Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC).

“Começamos a discutir o credenciamento em 2012, tramitamos o documento na universidade ao longo de 2014; e submetemos a proposta no final de 2014. Recebemos a sinalização de aprovação em junho de 2016. Foram 18 meses entre o envio da proposta e a análise final”, lembra o professor Arlindo Flavio da Conceição, um dos responsáveis pelo encaminhamento do processo de credenciamento.

 PROPRIEDADE INTELECTUAL

No workshop, foram organizadas sete apresentações de docentes que detalharam alguns de seus trabalhos de pesquisa. Os temas expostos abordaram propostas de inovação na área de diagnóstico por imagens; simulação do funcionamento cardíaco, baseado na interpretação das informações geradas por eletrocardiograma e ecocardiografia; investigação e criação de métodos para aplicação em sistemas de diagnóstico assistidos (CAD – Systems); engenharia biomédica e desenvolvimento de instrumentação biomagnética; desenvolvimento de próteses e órteses por impressão 3D; desenvolvimento de bomba de insulina de baixo custo; programação Kaizen para construção automática de filtros de imagem e transdutores ultrassônicos.

Após as apresentações, o Diretor do Núcleo de Inovação e Tecnologia (NIT), Jair Chagas, lembrou a importância dos procedimentos para a proteção de patentes e reforçou a necessidade de se manter em conformidade à legislação. “Ao trabalharmos com o registro de patentes, trabalhamos com temas sensíveis. Estabelecer contratos de confidencialidade, por exemplo, é vital.”

O NIT zela pela manutenção da política institucional da Unifesp nas atividades de estímulo à proteção dos direitos dos pesquisadores em suas criações, licenciamentos, inovações e outras formas possíveis de transferência de tecnologia.

Entre outras orientações, o NIT disponibiliza informações sobre direito autoral, convênios, formulários de propriedade intelectual, segundo as definições propostas pelo Instituto Nacional de Propriedade Intelectual, INPI.

É importante estar ciente dos formulários de confidencialidade necessários para se estabelecer o relacionamento entre pesquisadores e iniciativa privada. Outros detalhes podem ser acessados pelo site: http://www.unifesp.br/reitoria/nit/.

Participaram, também, do workshop, a Vice-diretora do ICT-Unifesp, Cláudia Campos; o Presidente da Câmara de Pós-graduação e Pesquisa do ICT-Unifesp, Horácio Yanasse; o Presidente da Câmara de Graduação, Álvaro Luiz Fazenda; a Presidente da Câmara de Extensão, Maria Elizete Kunkel; a Diretora Presidente da FapUnifesp, Jane Zveiter de Moraes; o Diretor do Parque Tecnológico, Marcelo Nunes; o Professor Titular afiliado do Departamento de Biofísica da Escola Paulista de Medicina Luiz Juliano Neto; o Diretor da Empresa de Ciência e Tecnologia Multidisciplinar Júnior (ECTM Jr.), Rafael Silva; o Diretor do Centro de Pesquisa e Suporte ao Cliente da Toshiba Medical do Brasil, Adriano Bordignom e o Operations and R&D Manager da Toshiba Medical do Brasil, Rodrigo C. Rodrigues; além de pesquisadores das áreas de engenharia biomédica e computação da Unifesp.